sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Polícia Civil desarticula quadrilha de furto de equipamentos e sinal de internet

Superintendente da Seic, delegado Carlos Alessandro Rodrigues,
detalhou a ação realizada pela polícia. 
A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) apresentou, nesta sexta-feira (14), na sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), em São Luís, o suspeito de liderar uma quadrilha de furto de equipamentos e sinal de internet. O superintendente da Seic, delegado Carlos Alessandro Rodrigues participou da coletiva.

Segundo os policias que trabalharam na ação, o suspeito Linderson Dourado Alves e outros 12 homens agiam desde 2015. Eles fraudaram redes de internet em pelo menos 25 municípios do Maranhão, incluindo São Luís. Os materiais apreendidos foram estimados em mais de R$ 3 milhões. A prisão é resultado da Operação Dourado, em referência ao nome do suspeito, realizada pela Seic, órgão da Polícia Civil.

O alvo de Linderson Dourado Alves era uma empresa de telefonia na qual trabalhava como técnico de campo e onde recrutou os membros do grupo, todos funcionários e com conhecimento em redes e sistemas de internet.

A quadrilha furtava equipamentos e criava sites para venda de sinal de internet. A polícia apreendeu itens que já estavam instalados nos sites clandestinos como roteadores, antenas, cabos de fibra ótica; placas de slan (valor médio de R$ 10 mil), utilizado para montagem da rede de internet; mais de 90 equipamentos Gbics tipo pen drives (valores entre R$ 1,5 mil e R$ 15 mil), equipamentos usados para desviar o sinal de internet.

Em cada município foi montado um site clandestino, o sinal era comercializado sendo cobrada uma taxa mensal pelo serviço. Em algumas cidades, a exemplo de São José de Ribamar, o número de clientes que adquiriram o serviço com a quadrilha passava dos 700. A quadrilha tinha amplo controle do sinal de internet.

“Eles possuíam um equipamento com capacidade para bloquear o sinal de toda a rede do Norte e Nordeste, caso assim desejassem. Temos informações de que existem mais municípios onde há ligações clandestinas instaladas pela mesma quadrilha”, ressaltou o diretor do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO), órgão da Seic, delegado Paulo Carvalho.

A polícia investiga se há conivência dos consumidores, que a princípio, não são enquadrados como suspeitos. “Esses clientes, até onde apuramos, pagavam o preço de mercado pelo serviço de internet, que descartaria alguma vantagem na aquisição do serviço. Mas, a investigação prossegue e vamos apurar a situação de alguns clientes”, enfatiza o delegado.

Linderson Dourado foi detido em São José de Ribamar, onde morava e contra ele havia um mandado de prisão. Foram presos, também, Winderson Junior da Silva, que estava no município de Zé Doca, e Frack Sá, detido em Vitorino Freire. Os três serão encaminhados à Penitenciária de Pedrinhas.

A polícia cumpriu, ainda, 27 mandados de busca e apreensão em vários municípios, dentre eles, São Luís, São José de Ribamar e vários outros nas regiões do Médio Mearim e Baixada Maranhense.

A investigação prossegue e a polícia está empenhada na captura dos outros membros do grupo. Alguns, segundo a polícia, são funcionários da empresa de telefonia. Os suspeitos podem responder por receptação qualificada (por ser item de serviço público), furto qualificado, organização criminosa e estelionato.

OPERAÇÃO

A Operação Dourado, em referência ao líder da quadrilha, iniciou em 2016, após denúncias da concessionária de telefonia sobre furtos de baterias estacionárias. O equipamento custa cerca de R$ 5 mil e a média de baterias furtadas da empresa, no Maranhão, girava em torno de 200 por mês.

Dourado passou a furtar outros equipamentos de instalação de sites enquanto ainda era técnico de campo da empresa, em São José de Ribamar. Durante as investigações, a polícia constatou que o patrimônio do suspeito era incompatível com o poder aquisitivo. A casa era de alto padrão e na garagem havia carros de luxo.

A operação envolveu 27 delegados, 70 investigadores, escrivães, peritos criminais e técnicos em telefonia da empresa, que colaboraram com as investigações. Os alvos eram sites instalados em subestações clandestinas, montados com equipamentos furtados e ou receptação de operadoras.

Com grande ato político, Adelmo Soares recepciona Márcio Jerry em Caxias

Adelmo e Jerry em Caxias.
A cidade de Caxias é de fato, um dos maiores polos políticos do Maranhão, de tradição histórica, cultural e econômica, a conhecida Princesa do Sertão concentra um cenário político de grande destaque estadual. Ontem (13), a cidade que elegeu na última eleição de outubro três deputados estaduais recebeu o filho da terra, deputado estadual eleito, Adelmo Soares e o deputado federal eleito, atual secretário de estado de comunicação e articulação política, Márcio Jerry para agradecer aos votos recebidos. 

O encontro promovido pelos deputados, que serão diplomados na próxima terça-feira (18) no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, foi movido pela energia positiva de gratidão, parceria e respeito. Além das principais lideranças do município, o momento também contou com a presença do prefeito de Aldeias Altas, Zé Reis, o vereador de São João do Sóter, Carlão Soares e os vereadores caxienses, Aureamélia Soares, Magno Magalhães e Neto do Sindicato. 

Em seu discurso, Adelmo aproveitou para agradecer a todos os parceiros. “Sem dúvidas, as eleições de outubro nos mostraram que juntos somos mais fortes, pois foi o empenho e a perseverança de cada um que nos fez chegar a esse resultado vitorioso, tenho certeza de tanto eu, quanto Márcio seremos guerreiros incansáveis para defender os interesses de Caxias e toda região lestes, pois lutaremos por mais projetos, ações e serviços que garantam vida digna ao povo que nos escolheu, o nosso mandato será assim, por todos”, afirmou o deputado estadual eleito.

Márcio, que no momento destacou a liderança de Adelmo Soares em Caxias e em toda região, reforçou sua parceria com o deputado eleito caxiense, e afirmou que será um importante porta voz na câmara federal.

Vargem Grande é contemplada com o Projeto Educar pra Valer

A educação de Vargem Grande fecha o ano de 2018 com chave de ouro, ao ser contemplada com o Projeto Educar pra Valer. O programa objetiva atingir, até 2020, um total de 50 municípios brasileiros que desejam investir em gestão pública educacional de qualidade.

Numa disputa com vários municípios que desejam se integrar nessa experiência, pesou positivamente para Vargem Grande as iniciativas pioneiras executadas pelo governo e que tem mudado a qualidade da educação no município.

A informação foi oficializada pela Fundação Lemann ao prefeito Carlinhos Barros e ao secretário de Educação Thiago Braz nesta sexta-feira (14) e o primeiro compromisso oficial já tem data e local: 13 e 14 de fevereiro de 2019 na cidade de Sobral, no estado Ceará. É lá que a equipe pedagógica receberá a primeira capacitação para atuar na implantação do programa no município.

“Estamos muito felizes com essa notícia que é resultado de muito trabalho e de uma gestão verdadeiramente comprometida com a melhoria da educação de nossa cidade. Quero agradecer ao prefeito Carlinhos Barros por sua sensibilidade política com a causa da educação, a equipe da Semed pela dedicação diária em fazer o melhor, aos nossos professores e em especial aos nossos alunos que são a razão maior de nosso esforço e cuidado. Creio que teremos uma educação antes e outra depois após experimentarmos essa iniciativa pioneira”, disse o secretário de Educação.

O Educar pra Valer é um programa da Associação Bem Comum, uma organização sem fins lucrativos. Sua missão é prestar cooperação técnica aos municípios brasileiros com a finalidade de apoiá-los na implementação de boas práticas de gestão, tendo por base as evidências e resultados referenciados na experiência do Município de Sobral e no Programa PAIC do Estado do Ceará.

O programa se propõe a contribuir com municípios que queiram empreender mudanças na gestão pública, educacional e pedagógica, capazes de garantir o ingresso, a frequência regular e a permanência de suas crianças na escola e que se disponham a envidar todos os esforços para que elas conquistem os níveis de aprendizagem esperados para sua série e idade.

Vargem Grande terá representante no Miss Maranhão Mirim 2018

Miss Maranhão Mirim 2018.
Por Blog do Alpanir Mesquita.

A pequena Aurilanne Dornelas, de 12 anos, representará o município de Vargem Grande no Miss Maranhão Mirim 2018, que acontece neste sábado (15), no Teatro da Fiema, às 19h, em São Luís. A expectativa são as melhores possíveis, visto que, Aurilanne reúne todas as virtudes desejadas e desponta entre as favoritas. Ela concorrerá com dezenas de outras meninas de diversas cidades do estado. A vencedora disputará o Miss Brasil Mirim. 

Boa, sorte!

Em Penalva, acusado de matar o próprio pai é condenado a 17 anos de prisão

Imagem meramente ilustrativa.
O Poder Judiciário da Comarca de Penalva realizou o julgamento do réu Thalisson Marcos Marques Bastos. Ele estava sendo acusado pelo crime de homicídio contra seu pai, João Domingos Pinheiro Bastos, e de tentativa de homicídio praticada contra o irmão, Thiago Domingos Marques Bastos. 

Thalisson foi considerado culpado e recebeu a pena de 17 anos e 4 meses de prisão, que deverá ser cumprida, inicialmente, em regime fechado. A sessão teve a presidência do juiz Carlos Alberto Matos Brito, titular da comarca de Penalva, e ocorreu na primeira semana de dezembro.

De acordo com a denúncia, os crimes de Thalisson foram cometidos em 3 de setembro de 2016, no centro da cidade, e causaram grande comoção em Penalva. Narra o Ministério Público que o acusado Thalisson, sem dar chance de defesa, teria desferido um golpe de facão em seu genitor, João Domingos. Em seguida, ele também teria aplicado um golpe no irmão, Thiago Domingos. O pai, devido à gravidade do ferimento, faleceu.

Moto roubada em Chapadinha é recuperada em Vargem Grande

Moto recuperada.
Por Blog do Alpanir Mesquita.

Na noite desta quinta-feira (13), por volta das 21h, uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar de Vargem Grande resultou na recuperação da motocicleta Honda CG 150 Fan de placa OIW-6738 e de cor preta.

Após consultas, foi constatado de que o veículo apresentava registro de roubo/furto na cidade de Chapadinha. Os elementos que estavam na posse da moto conseguiram fugir ao adentrar em um denso matagal. A ocorrência se deu nas proximidades do Povoado Boi Manso, município de Vargem Grande.

Clínica OdontoCompany agora dispõe de Raio-X Panorâmico


Por Blog do Alpanir Mesquita.

A clínica OdontoCompany, localizada na Avenida São Raimundo, no centro de Vargem Grande, está cada vez mais investindo em seu sorriso. Agora a OdontoCompany está realizando Raio-X Panorâmico para melhor atendê-lo.

Portanto, não perca tempo, faça logo sua avaliação.

Cemar é condenada a pagar indenização de R$ 200 mil e pensão mensal por danos causados a criança

Desembargador Jaime Ferreira de Araujo.
A 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) condenou a Companhia Energética do Maranhão (Cemar) a pagar indenização a uma criança, representada em Juízo por seus pais, vítima de descarga elétrica de alta-tensão no sítio de residência da família, fato que causou lesões permanentes na garota, que tinha 11 anos à época, em fevereiro de 2017.

Os desembargadores fixaram indenizações nos valores de R$ 50 mil, por danos morais, R$ 150 mil, por danos estéticos, além do pagamento de pensão mensal, de um salário-mínimo, a partir do evento danoso e até que se comprove a aptidão para o exercício laboral remunerado nesse valor.

A decisão do órgão colegiado utilizou parâmetros de tribunais superiores e do próprio TJMA para atender, em parte, ao apelo da concessionária de energia elétrica. A sentença da 3ª Vara Cível da Comarca de Imperatriz havia condenado a empresa ao pagamento dos valores de R$ 150 mil, por danos morais, R$ 300 mil, por danos estéticos, e um salário-mínimo até a readaptação da autora à capacidade de exercer atividade remuneratória relativa ao valor.

A Cemar apelou ao TJMA, alegando inexistência de nexo causal entre a suposta conduta da empresa e os danos sofridos pela vítima. Sustentou que a rede elétrica foi instalada dentro de propriedade privada, sendo dever do proprietário do imóvel a poda de árvores próximas à instalação elétrica, que também teria sido o responsável pelo posteamento e fiação elétrica. Acrescentou que em nenhum momento fora solicitado à empresa que realizasse a poda das árvores.

VOTO – O desembargador Jaime Ferreira de Araujo (relator) entendeu que, de acordo com os autos, a empresa não adotou qualquer procedimento capaz de evitar ou minimizar os riscos de sua atividade, restando demonstrado que o serviço foi prestado de forma claramente defeituosa, por não oferecer a segurança que razoavelmente se espera, cabendo ao fornecedor do serviço fiscalizar e fazer manutenção de toda a sua rede.

O relator destacou que, apesar da alegação de se tratar de dever do proprietário a manutenção de rede elétrica dentro de sua propriedade, o senso lógico não permite chegar a essa conclusão. Lembrou que a manutenção da rede elétrica requer não somente conhecimentos técnicos, mas também equipamentos específicos de proteção, o que foge ao alcance do consumidor comum. Disse que cabia à apelante o dever de cuidado, cercando-se de todo o aparato necessário para evitar acontecimentos danosos aos usuários de seus serviços.

O desembargador citou precedentes do TJMA, com o mesmo entendimento, e observou o conjunto de provas, com destaque para a inspeção judicial no local do acidente e o laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz, considerando patente a responsabilidade da empresa, fundada em requisitos como a conduta da concessionária de serviços públicos (falha na prestação de serviço – instalação e manutenção de rede elétrica); culpa ou dolo do agente (inobservância do dever de cuidado); existência de dano (morais, estéticos e materiais); e nexo de causalidade.

Segundo o relator, a inspeção judicial concluiu pela existência de fios de alta-tensão instalados dentro de propriedade particular, sem as cautelas mínimas de proteção. Disse que o laudo pericial demonstrou perda de metade do pavilhão auricular esquerdo, perda do segundo dedo do pé esquerdo e lesões da mão e punho direitos que determinam perda anatômica e funcional do membro superior direito, ou seja, perda da capacidade funcional de 100% do membro.

Jaime Ferreira de Araujo observou, no entanto, que os valores das indenizações não estavam dentro dos parâmetros utilizados pelo TJMA e dos padrões do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Citou mais precedentes e votou pelo parcial provimento do recurso, para reduzir o dano moral para R$ 50 mil, o dano estético para R$ 150 mil e determinar o início do pagamento da pensão mensal de um salário-mínimo a partir do evento danoso.

Os desembargadores Marcelino Everton e Luiz Gonzaga Filho acompanharam o voto do relator.

PRF recupera dois veículos roubados

PRF entrega moto ao proprietário.
Na tarde desta quinta-feira (13), Policiais Rodoviários Federais lotados em Caxias/MA, recuperaram dois veículos. 

O primeiro veículo foi recuperado às 15h no município de Caxias. Os policiais foram informados que uma motocicleta Honda/NXR160 Bros de placa PSO-0254/MA havia sido roubada na cidade de Timon/MA por volta das 13h30 por dois homens armados e que, provavelmente, teria tomado o sentido para Caxias pela BR-316. 

Em seguida deslocaram para averiguar e ao passar pelo Km 552, na rotatória da Veneza, zona urbana de Caxias, avistaram uma motocicleta de mesma característica próximo a uma oficina às margens da BR e foram averiguar. Ao chegar no local confirmaram se tratar da mesma motocicleta e desceram para tentar localizar o condutor. Foi feito diligências nas imediações e informados que um homem havia deixado a motocicleta no local, com a chave na ignição, e saiu em uma mototáxi havia pouco tempo. 

Fiat Uno recuperado.
A equipe saiu na procura do indivíduo e também comunicou o fato a Polícia Militar de Caxias. Após as diligências para captura do indivíduo a equipe retornou para o local e entregou a motocicleta na Polícia Civil de Caxias. O proprietário da motocicleta já se encontrava na delegacia para reaver o seu bem.

Após saírem da delegacia os policiais seguiram em serviço de ronda quando, por volta das 17h30, avistaram o Fiat/Uno de placas LVR-8950/PI parado no acostamento do Km 610 da BR-316 nas proximidades do Residencial Novo Tempo no município de Timon/MA. A equipe já tinha informações que este veículo havia sido furtado pela manhã do estacionamento do Hospital Getúlio Vargas em Teresina/PI. Foi feito buscas no local para saber quem havia deixado o veículo ali mas ninguém sabia do paradeiro dos assaltantes. 

O veículo em seguida foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Timon/MA. Foi feito contato com o proprietário que compareceu na Central de Flagrantes para reaver o veículo.

Juiz da Comarca de Vargem Grande é empossado membro titular da Turma Recursal de Chapadinha

Cerimônia de posse do juiz Paulo de Assis Ribeiro. (JosyLord CGJ/MA).
Na manhã desta quinta-feira (13), o corregedor-geral da Justiça e presidente do Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais do Maranhão, desembargador Marcelo Carvalho Silva, empossou o juiz Paulo de Assis Ribeiro (Vargem Grande) como membro titular da Turma Recursal com sede em Chapadinha. O magistrado foi designado pelo presidente do TJ, desembargador Joaquim Figueiredo, pelo critério de antiguidade, após escolha do Pleno do TJMA, em sessão no último dia 5.

O magistrado tomou posse no Fórum de São Luís, com a presença do juiz João Francisco Rocha, coordenador do Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais; e da juíza Diva Maria de Barros Mendes, diretora do Fórum Des. Sarney Costa. Por procuração, também foram empossados na Turma Recursal com sede em Chapadinha os juízes Welline de Sousa Coelho, da 2ª Vara de Chapadinha (suplente) e Cristiano Reis da Silva, de Santa Quitéria (membro suplente).

Na ocasião, o corregedor-geral ressaltou a importância do trabalho das turmas recursais – competentes para processar e julgar os recursos protocolados contra decisões dos Juizados Especiais -, uma das principais formas de acesso da população aos serviços do Judiciário. “O cidadão comum precisa do trabalho dos juizados, por isso trabalhamos para oferecer uma resposta cada vez melhor”, observou.

A Turma Recursal com sede em Chapadinha abrange os recursos contra decisões de juizados oriundos das comarcas de Chapadinha, Anajatuba, Araioses, Brejo, Buriti, Cantanhede, Itapecuru-Mirim, Magalhães de Almeida, Miranda do Norte, Presidente Vargas, São Benedito do Rio Preto, São Bernardo, Santa Quitéria do Maranhão, Tutóia, Urbano Santos e Vargem Grande.

Também compõem o órgão colegiados os juízes Edmilson da Costa Lima (Brejo) e Mirella Cézar Freitas (Itapecuru-Mirim), assim como o magistrado José Pereira Lima Filho (suplente).

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Cemar esclarece sobre notícia de indenização emitida pelo TJ-MA

A Cemar esclarece que as cobranças de serviços acessórios lançadas na conta de energia elétrica correspondentes, a exemplo do Seguro Plugado, são modalidades de convênios firmados na forma da Resolução 581/2013 da ANEEL.

Cabe informar, ainda, que todos os lançamentos de convênios por meio da conta de energia obedecem a legislação vigente e que, caso o cliente não deseje mais o serviço contratado ou não queira mais realizar a sua contribuição, o pedido de cancelamento pode ser feito a qualquer momento, bastando entrar em contato com a seguradora ou instituição conveniada, ou se dirigir à qualquer agência de atendimento da Cemar.

Sobre a decisão do TJMA, por meio da comarca de Brejo, a Cemar informa que tão logo seja notificada, adotará as medidas judiciais e administrativas necessárias (reveja).

Assessoria de Imprensa da Cemar.

Em Caxias, Adelmo Soares participa de inaugurações de Escolas Dignas

Inaugurações de Escolas Dignas em Caxias.
Por Blog do Alpanir Mesquita.

Esta quinta-feira (13) foi de festa no município de Caxias. O Governo do Estado, através das secretarias de Infraestrutura e de Educação, entregou para a comunidade quatro Escolas Dignas, construídas em substituição a estruturas inadequadas.

As inaugurações contaram com as presenças do secretário de Educação Felipe Camarão, do prefeito Fábio Gentil, dos deputados eleitos Adelmo Soares, Cleide Coutinho e Zé Gentil, de vereadores, de professores, de pais, de alunos e da população caxiense de um modo geral.

Adelmo com Felipe Camarão.
Para o deputado Adelmo Soares, o conjunto de políticas públicas implantadas pelo governador Flávio Dino transformaram a educação maranhense. "Hoje, no dia em que se celebra o Dia da Balaiada, que completa 180 anos do maior movimento popular da nossa terra; a minha querida cidade de Caxias, berço dessa revolução, inicia agora mais um momento de revolução: através dos livros, pela educação!", disse o deputado.

Para construir os novos prédios, o governo investiu R$ 1.392.020,00, recursos que garantiram mais dignidade a meninos e meninas das comunidades de São Jerônimo (Unidade Escolar Municipal São Jerônimo), Fazenda Sabiá (Unidade Escolar Municipal Luiza de Sousa Queiroz), Rio Preto 1º Distrito (Unidade Escolar Municipal Rio Preto) e Canto Virado (Unidade Escolar Municipal Nova Esperança).

Nas comunidades Canto Virado e Fazenda Sabiá, o Governo do Maranhão também entregou poços artesianos perfurados pela Sinfra, e com rede distribuição para a comunidade.

Justiça determina busca e apreensão nas residências do secretário de Educação e da cunhada do prefeito de Arame

Secretaria de Educação de Arame.
Atendendo ao pedido do Ministério Público do Maranhão (MPMA), a Justiça deferiu mandados de busca e apreensão nas residências do secretário de Educação de Arame, Pedro José Ribeiro Conceição, e da coordenadora de programas de Educação do município, Cleane Albuquerque Conceição.

Além de talões de cheque das caixas escolares municipais, o mandado abrange aparelhos celulares, tablets, computadores e quaisquer itens que permitam o acesso irrestrito aos dados existentes em equipamentos eletrônicos e de telefonia em posse dos dois gestores. Foram apreendidos 386 cheques, sendo 351 em branco, 18 já assinados e 17 canhotos de cheques emitidos.

A determinação judicial atende à solicitação feita pelo promotor de justiça Hélder Ferreira Bezerra, em Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa. A manifestação ministerial foi motivada pelo uso ilegal de recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) pelo secretário municipal e pela coordenadora.

ENTENDA O CASO

Cleane Conceição (cunhada do prefeito) levava os diretores das unidades escolares municipais - responsáveis legais pelas caixas escolares, à agência bancária para receber talões de cheque e, em seguida, tomava posse dos talões, sob ameaça de exoneração. A ameaça era reforçada pelo secretário municipal.

Uma mensagem de áudio comprova a exoneração de um servidor, responsável por fornecer esclarecimentos sobre o programa aos diretores. Nela, o secretário afirma que Cleane Conceição era a única responsável pelos esclarecimentos.

INVESTIGAÇÕES

Como parte das apurações, em agosto de 2018, 13 diretores da zona urbana de Arame confirmaram ao MPMA que não possuíam informações sobre como o programa funcionava e ainda não haviam feito nenhum gasto com os recursos do programa. Também afirmaram não haver mais de uma conta e que os talões não eram fornecidos aos diretores.

Em 1º de outubro, o MPMA solicitou que o secretário informasse os números de todas as contas bancárias de todas as unidades com caixa escolar. Pedro Conceição informou que cada unidade escolar possuía somente uma conta. Entretanto, tais unidades têm, no mínimo, duas contas.

No mesmo mês, a diretora da Unidade Escolar São Sebastião, Antônia Silva, justificou o atraso no pagamento de professores pelo fato de os talões de cheque do caixa escolar não estarem com ela.

SAQUES

A diretora da Escola Municipal Zuleide Mendes, Regina Mota de Souza, confirmou que havia entregue diversas folhas de cheque em branco a Cleane Lima, sob ameaça de exoneração. Posteriormente, foi verificado que haviam sido retirados mais de R$ 5 mil da conta da escola.

O MPMA requereu ao Banco do Brasil informações sobre a movimentação bancária de contas de 37 escolas com caixa escolar. As informações fornecidas sobre 10 escolas demonstraram que a coordenadora sacou 20 cheques, totalizando R$ 14,7 mil, retirados das contas das unidades escolares São Sebastião e Zuleide Mendes.

A Promotoria de Justiça de Arame também verificou que, dos recursos da Escola Zuleide Mendes, Cleane Conceição usou o valor de R$ 720 em favor de uma empresa com inscrição nula junto à Receita Federal, indicando desvio, em decorrência de simulação de negócio com empresa irregular.

Redação: Adriano Rodrigues (CCOM-MPMA)

PF reprime esquema fraudulento de funcionários dos Correios do Maranhão

Foto: Reprodução.
A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (13/12) a Operação Hermes e o Gado II, com a finalidade de reprimir crimes de subtração de valores do Banco Postal cometidos por funcionários dos Correios.  A ação contou com o apoio Superintendência dos Correios no Maranhão e ocorreu nas cidades de São Luís, Itapecuru, Imperatriz, Redenção/PA, Bacabal, Santa Inês e Santa Luzia.

Cerca de 60 policiais federais e 2 equipes do Batalhão de Choque da Polícia Militar cumprem 4 mandados de prisão preventiva, 1 mandado de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão, além do afastamento de oito empregados públicos federais (CORREIOS) em conjunto com outras medidas cautelares diversa de prisão. As ordens judiciais emanaram tanto da Justiça Federal de Bacabal quanto de São Luís. O trabalho ainda contou com o apoio da logística do Fórum da Justiça Estadual em Santa Inês.

Cães farejadores encontraram drogas em poder dos investigados. Foram apreendidos R$ 6 mil na residência de um deles.

As investigações identificaram uma série de irregularidades ocorridas em várias unidades dos Correios no Estado. Em uma delas, constatou-se o envolvimento de pessoas ligadas a uma organização criminosa - ORCRIM. Os desfalques à agência dos Correios da cidade foram utilizados como forma de capitalizar a organização criminosa.

Verificou-se que o funcionário dos Correios, aproveitando-se do seu poder de gerência, subtraía ou facilitava a subtração de numerário do cofre do Banco Postal, deixando em caixa apenas quantidade suficiente para manutenção das atividades regulares da agência. Informava artificialmente, no sistema bancário, que o cofre estava cheio, como se o dinheiro subtraído ainda ali estivesse. Como a subtração de dinheiro do cofre não era registrada no sistema do Banco Postal, tornava-se necessária a criação de uma justificativa para a sua falta. Para isso, a ORCRIM simulava assaltos, o que permitia afirmar que o dinheiro havia sido levado naquele crime. Para aumentar o proveito da atividade criminosa, foram simulados depósitos no Banco Postal, cujos valores logo depois eram sacados e divididos entre os membros da ORCRIM. Em seguida, entravam em cena os laranjas, possuidores de contas no Banco do Brasil, que repassavam aqueles depósitos à ORCRIM, dando uma aparência legal ao dinheiro que alimentava o tráfico de drogas. Praticavam, ainda, a subtração de aparelhos celulares de valor elevado, os quais eram distribuídos aos membros da ORCRIM. Outra vertente utilizada pela quadrilha foi a ativação de cartões de bolsa família e de benefícios previdenciários. O gerente possuía acesso aos sistemas corporativos, habilitava os cartões de benefício, até para pessoas mortas, o que possibilitava a obtenção de empréstimos bancários com os documentos esquentados.

A previsão do total de valores subtraídos nos sete municípios chega a quase R$ 1 milhão, podendo aumentar até o final das investigações.

O nome da operação é uma alusão ao conto mitológico de mesmo nome, que traz como tema a utilização de subterfúgios, com a finalidade de encobrir os crimes cometidos pelo mensageiro de Zeus.

Bombeiros encontram corpo de homem desaparecido no Rio Itapecuru em Cantanhede

Equipes no local.
Por Blog do Alpanir Mesquita.

Na manhã desta quinta-feira (13), por volta das 10h, o Corpo de Bombeiros Militar do 11º Batalhão, sediado em Itapecuru-Mirim, encontrou o corpo de Dheymison Bezerra, de 26 anos, que estava desaparecido desde a noite da última terça-feira (11) após ser levado pela correnteza do Rio Itapecuru, no povoado Primavera, município de Cantanhede (reveja).

Segundo o Major Patrício Daniel, comandante do 11º BBM, o corpo foi encontrado às margens do rio no povoado Jandiaí, também em Cantanhede e distante cerca de 6 km do local onde a vítima adentrou nas águas.
Momento em que o corpo foi localizado.