terça-feira, 23 de março de 2021

Supermercado Camiño teria contribuído para o aumento de casos da Covid-19 em Vargem Grande?

Supermercado Camiño em Vargem Grande.

Por Blog do Alpanir Mesquita.

O mês de março é, sem sombras de dúvidas, o mês que marca a chegada da segunda onda do novo coronavírus em Vargem Grande. Coincidência ou não, foi também o mês em que o Grupo Mateus, um dos maiores conglomerados de empresas do Norte e Nordeste, inaugurou dois empreendimentos na cidade. 

O Camiño Supermercado e o Eletro Mateus abriram as portas na manhã do dia 04 de março. Naquele dia, de acordo com o boletim epidemiológico da secretaria municipal de Saúde, eram apenas 39 pacientes com a Covid-19. 

Apesar da ampla divulgação informando que as lojas estavam respeitando as medidas sanitárias, é quase impossível conter a aglomeração de pessoas em um supermercado desse porte, ainda mais com os anúncios de promoções em produtos de todos os setores e também por ser 'novidade' para a população. A prova disso foram as várias filas registradas.

Nos dias posteriores a inauguração os casos se mantiveram estáveis, sempre variando entre 30 e 40. Mas, na última quinta-feira (18) o número de diagnósticos subiu para 79, praticamente o dobro. E nesta segunda-feira (22) chegou a 122 infectados, inclusive funcionários das lojas, que apresentaram os sintomas e estão cumprindo isolamento (saiba mais). 

Se formos levar em consideração o que dizem os especialistas quanto ao período de incubação do vírus, de 2 a 14 dias, e também o prazo para os resultados dos testes, a conta bate. Ou seja, o Camiño contribuiu diretamente para essa crescente da curva de infecção.

E você, concorda? Deixe sua opinião.

20 comentários:

  1. A culpa não é do Mateus, é de quem vai se aglomerar lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas se não tivesse inaugurado a loja, ninguém ia pra lá.

      Excluir
  2. Se você nao se preocupou nem em confirmar a data da inauguração da loja, imagina se sua opinião é válida de algo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem querer defender, mas ele colocou a data da inauguração na matéria.

      Excluir
    2. Esse cego comentou sem ler.

      Excluir
  3. Bom dia, fosse por isso, nas cidades que não tem o mesmo não teria aumentado dawww

    ResponderExcluir
  4. Sim...
    Concordo com você...
    Muita aglomeração...
    Taí o resultado...

    ResponderExcluir
  5. Na verdade a culpa é da população que não segue as normas de prevenção, não é culpa do supermercado até pq estávamos mesmo precisando

    ResponderExcluir
  6. Se por um lado gerou empregos, por outro foi um fator de transmissão. Vamos torcer para todos se recuperaram dessa doença.

    ResponderExcluir
  7. na eleicao nao tinha kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo!na campanha não se ouvia nem falar em covid,eram todos abraçados e sem máscaras,por alguns dias foi como se o vírus nunca tivesse existido.

      Excluir
  8. a culpa é do propio homem, somos responsaveis por nossas proprias decisoes, independente se ha inauguarações ou nao, somo snós q decidimos ir ou nao

    ResponderExcluir
  9. A CULPA É DO POVO, ESTAVA-MOS PRECISANDO DE UM SUPER MERCADO COMO O "CAMINO", O POVO DE VARGEM GRANDE QUE NÃO SE CUIDA,É OS MESMOS QUE ESTAVAM BABANDO CANDIDATO POLÍTICO NAS CAMPANHAS E COMÍCIOS COMO SE NADA TIVESSE ACONTECENDO , O POVO NÃO QUER SABER DE SE CUIDAR QUER É BEBEDEIRA E FARRA,NÃO ADIANTA BATER A AMNÉSIA AGORA,O QUE ACONTECEU AQUI NESSAS CAMPANHAS POLITICAS FOI INRESPONSAVEL E VIL PARA COM AS PESSOAS DE BEM,E O PIOR QUE CARLINHOS BARROS,DR.MIGUEL E SEUS ALIADOS FOMENTARAM TODA AQUELA AGLOMERAÇÃO,AQUILO SIM FOI RESPONSÁVEL PELO AUMENTO DE CASOS...

    ResponderExcluir
  10. Uma matéria tendenciosa e que só culpa um supermercado enquanto a culpa é de todos nós

    ResponderExcluir
  11. Os proprios funcionarios estao com coronavirus

    ResponderExcluir
  12. Matéria tendenciosa mesmo, o que ele quer com isso? eximir a responsabilidade de alguém?

    ResponderExcluir
  13. A culpa é do prefeito,q poderia ter deixado a poeira baixar pra autorizar a abrirem supermercados na cidade,deverei ter pensado no povo e ter adiado isso pra bem mais na frente

    ResponderExcluir
  14. 70% culpa da população!
    Vivemos no tempo em que o visinho não estam ligando se o outro tem o que comer ou não. A busca desesperada por melhores preços gerando bastantes mercadorias e uma economia significativamente em suas casas.

    ResponderExcluir
  15. As campanhas políticas, o Camino, os outros estabelecimentos comerciais e etc. Estão como foco de contaminação. Agora, se as pessoas seguissem à risca as medidas sanitárias, o vírus não teria se proliferação com tanta rapidez. Eu sigo as medidas sanitárias. Só saio de casa em casos excepcionais, uso máscaras, lavo minhas mãos com sabão frequentemente e na rua uso álcool em gel e mantenho o distanciamento social. Eu e minha família fazemos isso como hábito. Ah! Hgienizo idas as minhas compras. Com isso, nos mantemos livres do vírus covid. Se todos fizessem isso, certamente estaríamos muito melhores em termos de percentual de contaminação.

    ResponderExcluir