CAMPANHA IPVA+MOTO LEGAL

CAMPANHA IPVA+MOTO LEGAL

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Corregedora-geral da Justiça visita Vargem Grande, Urbano Santos e Chapadinha

Corregedora-geral com o Juiz da Comarca de Vargem Grande.
Durante o primeiro dia de itinerância pelas comarcas do interior do Estado, nesta terça-feira (8), a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Anildes Cruz, visitou os fóruns judiciais de Vargem Grande, Urbano Santos e Chapadinha, onde ouviu demandas de juízes e servidores. Desde o início da gestão, a magistrada acompanha de perto a realidade, gestão e dificuldades das unidades judiciais do interior, colhendo informações e levando orientações e esclarecimentos com o objetivo de aperfeiçoar a Justiça de 1º Grau.

Em Vargem Grande, a desembargadora foi recebida pelo juiz Paulo de Assis Ribeiro, que expôs a crescente demanda de trabalho, o que vem tornando insuficiente o quadro de servidores para dar cumprimento aos atos processuais. "A comarca de Vargem Grande necessita da instalação da 2ª Vara já criada, e de uma ampla reforma predial do fórum, com melhoria da instalação estrutural e elétrica", enfatizou o magistrado.

Em Urbano Santos, a corregedora da Justiça foi recebida pela juíza Cíntia de Sousa Facundo, titular da comarca. A desembargadora conheceu os serviços judiciais e a estrutura de trabalho da comarca. “Urbano Santos tem uma rotina judiciária bem definida, processos com trâmite normal de duração e acervo reduzido, o que demonstra uma organização bem definida de trabalho pela magistrada”, avaliou Anildes Cruz.

CHAPADINHA – Os juízes Cristiano Simas (1ª Vara) e Welinne de Souza Coelho (2ª Vara) receberam a corregedora Anildes Cruz, apresentando as instalações forenses. Os magistrados solicitaram a ampliação predial do fórum, e a instalação de um Juizado Especial - em virtude de a comarca sediar unidade de Turma Recursal que é uma das mais produtivas do Estado.

“O Fórum dispõe de uma estrutura já montada, inclusive com servidores, para atender à chegada de uma nova unidade judicial em Chapadinha”, ressaltou Welinne Coelho.

Ainda durante a visita a Chapadinha, a corregedora conheceu as instalações da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR). O juiz Cristiano Simas, responsável pela Execução Penal, apresentou o trabalho desenvolvido na ressocialização de 192 presos da unidade. “Não tivemos nenhuma rebelião nos últimos 8 anos, o que se deve ao trabalho de parceria realizado entre o Judiciário e a Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP)”, explicou o magistrado.

AÇÕES - A corregedora Anildes Cruz ressaltou que as visitas fazem parte do Plano de Gestão da CGJ, e objetivam, entre outros, acompanhar de perto o andamento da Justiça de 1º Grau. "Faço questão de sair do gabinete da Corregedoria para uma ou duas vezes por semana, dar expediente no Fórum de São Luís, inspecionar unidades e conversar com juízes e servidores, para alcançarmos a superação dos problemas. Da mesma forma, visito as comarcas do interior para conhecer a realidade enfrentada pelos juízes de entrâncias inicial e intermediária", pontua.

A desembargadora orientou os magistrados a priorizarem o envio de um relatório circunstanciado, elencando todas as necessidades para o bom andamento da Justiça de 1º grau.

“Com a parceria e apoio da Presidência do Tribunal de Justiça, já conseguimos as reformas de diversos fóruns que foram visitados durante as atividades da CGJ Itinerante, a exemplo de Pindaré-Mirim, que necessitava de uma reforma urgente” ressaltou a desembargadora-corregedora.

Marcio Rodrigo
Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário