ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Eleição de CB devolve Vargem Grande ao seu legítimo dono: O POVO

** Escrito por Júnior Dias, acadêmico do curso de Direito.

Acompanhando o debate dos candidatos a prefeito de São Luís e em uma intervenção do candidato Eduardo Braide ao questionar seu opositor, uma pergunta básica me chamou atenção: Eduardo disse "O Sr. criticou o prefeito Castelo e disse que se eleito iria operar mudanças". E acrescentou: "Como operar mudanças com os mesmos secretários de Castelo que hoje compõe o seu governo?"

E aí me transportei para o município de Vargem Grande onde a então candidata Irandir Fernandes, em sua campanha, dizia Governo Novo, Ideias Novas. E como seriam ideias novas se Irandir fosse eleita teria os mesmos secretários vitalícios?

Não dá para esconder que ninguém mais em Vargem Grande, nem os mais próximos deles, suportavam a maneira como os secretários tratavam a população. Era como se fossem os donos do município. O que dizia e o que pensavam, era a verdade, eram serem intocáveis e inquestionáveis. E esse comportamento deles, foi uma enorme fenda aberta na estrutura do poder para que desse a esmagadora vitória de Carlinhos Barros. A incompetência aliada a arrogância e a falta de preparo de lidar com o povo, foram fatores determinantes para a derrota da candidata do poder.

Perguntei a diversas pessoas de seguimentos sociais diferentes do município de Vargem Grande o que mais eles detestavam na administração municipal, a resposta foi unânime: os secretários.

Isso vale para qualquer administrador.

Secretários devem ser avaliados tanto no desempenho da função, como também na sua desenvoltura política. E como os secretários que serviram a Dra. Ana, José Pedro, Dr. Miguel e Edvaldo, se achavam as pessoas mais importantes do município e que estavam acima dos cargos, o município voltou ao seu legítimo dono, O povo. Os que pensavam serem os donos de tudo e de todos, tem agora muito tempo para repensar suas vidas e atitudes.

Que o prefeito eleito Carlinhos Barros olhe esse exemplo e busque a sintonia entre administração e política. E política não se faz com secretários inimigos da população, arrogantes e incompetentes.  

2 comentários:

  1. - SABEMOS QUE É DIFÍCIL, MAS O PREFEITO SABE AQUELE QUE NÃO DE CERTO, PODE MUDAR PARA MELHORAR, O TRANSITO, A SEGURANÇA, A EDUCAÇÃO, O MEIO AMBIENTE, E ESPORTE QUE ESTÁ ESQUECIDO HÁ MUITO ANOS, A LIMPEZA URBANA TÁ UMA NOJEIRA, SE VER PELO CAMPO DE AVIAÇÃO PRECISAMOS DAR UM DESTINO PARA O LIXO....

    ResponderExcluir
  2. Quando os textos são escritos com reflexão, em cima dos erros de governantes anteriores seguidos para mudanças de atitudes como melhorias de uma administração voltada para a população, o administrador vai perceber que fazem partes para uma boa administração como responsabilidades de aplicações dos recursos de impostos arrecadados para o bem comum empregados na infraestruturas de um município será bem avaliados pela população como reconhecimento que os recursos voltam em forma de serviços em favor da populações de um determinado município.

    ResponderExcluir